Veneza – Transporte Público – Itália

Vaporettos de Veneza

No álbum sobre Veneza você poderá encontrar várias informações sobre a cidade, nesta “Dicas e Casos” vou dar algumas explicações sobre uma das coisas mais importantes da cidade cheia de canais, vamos falar sobre os vaporettos.

Veneza que todo turista quer ver é formada por ilhas e canais, simplesmente não existe o carro, até porque não existem ruas.

Todo o transporte de gente e cargas pela cidade é feito por barcos. Para você, turista, existem praticamente duas opções, as lanchas-taxis ou os vaporettos.

Existe ainda a opção de andar a pé pela cidade, é possível ir de um lado ao outro pelas ruas estreitas. Recomendo muito que você caminhe por Veneza pelo menos uma vez, os prédios são lindos e atravessar os diversos canais por suas diferentes pontes você só encontrará em Veneza. Procure a Str. Nova, rua que praticamente vai de um lado ao outro da ilha, muitas vezes mudando de nome. O problema é perto da Praça de San Marco, onde as ruas realmente viram vielas cheias de curvas e é necessário constantemente procurar as placas indicativas para não se perder.

Se perder em Veneza é a coisa mais normal, faz parte das atrações turísticas da cidade. Hoje com o GPS no celular fica um pouco mais fácil, mesmo assim, eu, que tenho um bom senso de direção e com o celular, procurando algumas atrações, pensei estar indo para uma direção e estava indo para a direção oposta.

A grande desvantagem de andar a pé o tempo todo é o tempo que teremos de dispor e, no final de um dia, o desgaste físico para atravessar a cidade. São mais de dois quilômetros de distância, parece pouco, mas você vai ter que andar muito nos passeios e visitas e qualquer distância no final de um dia intenso será uma maratona.

Hospedar-se perto da Praça de San Marco é uma boa opção, mas o valor das diárias é muito maior, Veneza é uma cidade caríssima, temos ainda que considerar que muitos pontos turísticos necessitarão de deslocamentos. Para visitar Murano, Burano e Torcello somente de barco.

Considerando tudo, não tem jeito, precisaremos andar de barcos muitas vezes. Como lancha-taxi é só para ricos ou emergências, sobra os vaporettos. Podemos considerar os vaporettos os ónibus públicos da cidade, para usá-los é necessário pagar e existem várias formas para isto.

Se o seu tempo em Veneza é muito pequeno, um dia ou pouco mais, provavelmente você ficará quase o tempo todo ao redor da praça de San Marco, e a melhor solução é comprar um ticket para ir de barco do seu hotel até a praça e comprar outro para voltar. Existe a opção de ticket por um dia, vamos tratar disso em seguida.

No site Venezia Única você poderá comprar antecipadamente o “Venezia Única City Pass” para os vaporettos e também para museus e igrejas, existem várias opções e comentarei aqui sobre os vaporettos. Sobre os museus e igrejas leia sobre o assunto no álbum sobre Veneza.

Com o “City Pass” você poderá usar todas as linhas do vaporetto quantas vezes quiser durante 1 dia, 2 dias, 3 dias ou 7 dias, com valores de €20, €30, €40 e €60 por pessoa. Existe a venda por um trajeto, mas desaconselho porque inevitavelmente você fará mais travessias e o custo será mais alto além das filas para comprar novos tickets.

Após a escolha, conforme o número de dias em Veneza, e efetuada a compra, você receberá um e-mail de confirmação, e outro e-mail com o link para impressão do voucher. Imprima o voucher e quando estiver em Veneza, no primeiro dia que for usar os vaporettos procure uma cabine de venda de tickets e troque por um cartão da empresa de transporte, a Actv. Com este cartão você poderá usar os vaporettos a vontade pelo tempo escolhido. Você não precisará passar pelos locais de venda novamente, mas é muito importante que a cada entrada na plataforma de espera para embarque, que você valide a viagem encostando o cartão no leitor bem na entrada.

Durante as viagens existem constantemente fiscais que procuram pessoas sem cartão válido para a data, ou mesmo que não validaram aquela viagem. Quando a pessoa é pega sem cartão ou com cartão inválido deverá acompanhar o fiscal na próxima parada e receberá uma multa de €80. Quem não validou a viagem terá que descer também e validar a passagem e certamente perderá aquele vaporetto, tendo que esperar o próximo, perdendo tempo, fora o constrangimento.

Os pontos de venda de ticket para os vaporettos tem mapas para orientação das diversas linhas, mas é muito difícil de achá-los, estão sempre em falta. O melhor é levar impresso ou no celular. No site da empresa Actv você poderá baixar o mapa em PDF e também os horários dos diversos trajetos.

Aqui começamos a entender um pouco da organização italiana, o mapa é complicado, as cores e números não estão dispostos de uma forma simples para quem vê pela primeira vez. Olhe o mapa antes da viagem (em tamanho de papel A4 apresentará letras minúsculas), você perderá menos tempo quando chegar a Veneza. Saiba que as linhas 1 e 2 serão as mais utilizadas para atingir praticamente todos os principais pontos turísticos. As plataformas de embarque indicam qual ou quais linhas param em cada uma e também qual o lado você deverá esperar para pegar a direção correta. Assim como é normal em uma estação do metro, em cada plataforma de embarque existe um desenho com a indicação de quais serão as paradas seguintes. No início é meio complicado, aos poucos você se acostuma e poderá “andar” por toda a cidade com facilidade.

É possível ir para Murano, Burano e Torcello com o City Pass, não precisa pagar nenhum extra.

Boa viagem.

.

Venezia Unica

.

Mapa Navegacao Veneza

.

Actv – Empresa de Navegação de Veneza

.

Outros álbuns e publicações sobre a Itália

Itália – Pais Incrível
Sirmione – Joia Italiana
Veneza – Romance Sobre as Águas – Itália
Monteriggioni – Visita a Idade Média
Pienza – Toscana – Itália
Burano – Veneza – Itália
Ponte Vecchio em Florença – Itália
Cinque Terre – Mar e Montanhas – Itália
Manarola – Cinque Terre – Itália
Pisa – Torre e Catedral – Itália
Corniglia e Riomaggiore – Cinque Terre – Itália

.

 

0 respostas

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *