Pienza – Toscana – Itália

Na região da Toscana encontramos muitas cidades bem típicas italianas, como tinha um tempo limitado para visitá-las, escolhi as mais recomendadas.

Uma delas foi Pienza, ao sul de Siena, e posso garantir que foi um grande acerto.

A cidade é pequena, principalmente na parte histórica. Em algumas horas você poderá conhecer todo município. Podendo apreciar por mais tempo, muito melhor.

Pienza, como a maioria das cidades da Toscana, fica no alto de uma montanha, a vista do Val d’Orcia é maravilhoso. A cidade é pequena, com pouco mais de 2.000 habitantes e construções muito bem conservadas.

O Papa Pio II nasceu na cidade em 1405, ainda com seu antigo nome, Corsignano. Quando eleito, comandou a reformulação do município. Foi a primeira cidade planejada do século XV, mudando de nome para Pienza.

O centro do projeto foi a praça que hoje leva o nome do Papa. Ela é rodeada pela prefeitura, chamada de Comune di Pienza, pela residência do Papa, hoje Confraternita Di Misericordia Di Pienza, pelo Museu Diocesano e pela belíssima Cattedrale di Santa Maria Assunta. A praça não é grande, mas repare no belo piso feito de tijolos e mármore.

Ao redor da praça encontramos uma variedade de cafés e restaurantes. Por indicação almocei na Osteria Sette di Vino, simples com comida deliciosa.

Atrás da Catedral podemos apreciar a vista de propriedades da Toscana, com suas plantações de oliveiras e videiras, suas estradas sinuosas, muitas cercada por grandes árvores. Gostaria de ter passado mais tempo em Pienza para poder apreciar mais os detalhes do Val d’Orcia.

Para os românticos a passagem pela Via Dell’Amore é fundamental.

.

Outros álbuns e publicações sobre a Itália

Itália – Pais Incrível
Sirmione – Joia Italiana
Veneza – Romance Sobre as Águas – Itália
Monteriggioni – Visita a Idade Média
Burano – Veneza – Itália
Ponte Vecchio em Florença – Itália
Cinque Terre – Mar e Montanhas – Itália
Manarola – Cinque Terre – Itália
Pisa – Torre e Catedral – Itália
Veneza – Transporte Público – Itália

.

0 respostas

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *