Castelo de Arundel – Inglaterra

Tenho ido ao sul da Inglaterra algumas vezes, mas normalmente vou no final do ano, inverno Europeu.

Fui mais de uma vez almoçar em Arundel, em um Pub chamado Black Rabbit, comida muito boa, ao lado de um lago com uma paisagem bastante agradável. Passava em frente ao Castelo de Arundel, mas ele sempre estava fechado. Minha curiosidade em visitá-lo ficava cada vez maior.

As primeiras construções do Castelo de Arundel datam de 1067. Através dos anos vários proprietários e várias batalhas se passaram. Fortificações foram destruídas e reconstruídas. O castelo foi por muito tempo o centro da resistência católica ao predomínio da religião protestante na Inglaterra.

No século 16 o castelo foi comprado pelos duques de Norfolk e seus descendentes habitam seus aposentos até hoje.

Após certo abandono, o castelo foi todo reconstruído no fim século 18, início do 19, tomando a forma que encontramos hoje. Somente a grande torre é da época medieval.

No verão, mais precisamente entre os meses abril e agosto, os proprietários abrem parte do castelo a visitação para arrecadar valores que servirão para a manutenção dos prédios.

A primeira viagem a Inglaterra, no período em que o castelo estava aberto, não perdi a oportunidade da visita, e valeu a espera.

Os jardins do Castelo de Arundel são magníficos, muito bem planejados e cuidados a perfeição. É um prazer andar por seus caminhos. Existe inclusive uma horta 100% orgânica que abastece os moradores do castelo e o excedente é vendido na cidade.

Nos jardins podemos encontrar a capela paroquial de St. Nicholas, pelo tamanho é realmente é uma igreja. Muito bonita com lindos vitrais e o forro todo trabalhado.

Parte da muralha está aberta para visitação. Nas fortificações a vista da cidade e dos campos verdes ao redor é imperdível.

Boa parte do interior do castelo também está aberto à visitação, infelizmente era terminantemente proibido tirar fotos. No inverno os Norfolks usam todas as dependências do castelo, as salas e salões são frequentadas normalmente no dia a dia, com isso os ambientes demonstram ter vida, diferentes de um museu. Podemos até encontrar um telefone no escritório, tudo bem que antigo, de disco, mas acho que este não é um objeto medieval. Sendo assim não é correto tirar fotos do interior de uma residência de pessoas que não conhecemos.

Os ambientes estão decorados com mobiliário antigo muito bem cuidado. A biblioteca é incrível.

Tudo no Castelo de Arundel é realmente utilizado, é real, e por isso está muito bem conservado. Passear pelo castelo nos leva a sentir que estamos em algum lugar do passado.

.

Planeje sua visita ao castelo

Black Rabbit

.

0 respostas

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *