Basílica de Guadalupe

Cidade do México

O povo mexicano é muito religioso e a Nossa Senhora de Guadalupe é a representação máxima dessa devoção. Cerca de 20 milhões de pessoas de todo o mundo visitam por ano o complexo da Basílica de Guadalupe.

A história começa com Juan Diego Cuauhtlatoatzin, índio convertido ao catolicismo, que em 12 de dezembro de 1531, contou ao bispo que havia visto Nossa Senhora no Cerro de Tepeyac e que ela havia pedido que fosse construída uma igreja no local. A Virgem Maria falou a Juan Diego em sua língua nativa, o Nahuati. Como era de se esperar o bispo não acreditou e pediu um milagre como prova da autenticidade de sua visão. Na segunda aparição Nossa Senhora pediu a Juan Diego que colhesse as rosas que cresceriam no cerro mesmo sendo inverno, época que elas não nascem. Imediatamente nasceram rosas aos pés de Juan Diego. Ele colheu e enrolou as rosas em um manto feito de tilma, tecido tradicional indígena feito a partir do cacto, e levou-as ao bispo. Quando Juan e o bispo abriram o manto, este tinha a imagem da Virgem milagrosamente impressa. As rosas de inverno e o manto com a imagem convenceram a todos das aparições de Nossa Senhora. O bispo ordenou a construção da igreja dedicada a Nossa Senhora de Guadalupe.

A construção da basílica antiga foi concluída em 1709. O prédio foi construído sob um solo macio e com o passar do tempo, no início dos anos 70, ocorreu um afundamento de parte da estrutura e inicia-se o projeto da uma nova basílica. A basílica antiga guardou o manto de Juan Diego até 1974. Para preservação do patrimônio foram construídos apoios estruturais para evitar o avanço do afundamento. Hoje é possível ver a bela basílica antiga em duas partes, mas estáveis.

A nova basílica foi consagrada em 1976. O desenho em forma circular foi feito para distribuir uniformemente o peso do prédio pelo solo de pouca resistência. Seu desenho permite também que todas as 10 mil pessoas que cabem em seu interior vejam o altar. Sua capacidade pode chegar a 40 mil pessoas em celebrações especiais.

É na nova basílica que está a tilma que estampa a imagem de Nossa Senhora de Guadalupe. Existe uma esteira rolante em frente ao local de exposição do manto, para evitar que pessoas fiquem paradas muito tempo.

Entre as duas basílicas existe uma enorme praça com um moderno campanário e um museu da basílica.

Mesmo que você não seja católico praticante, mesmo que seja de outra religião ou que não tenha nenhuma, o local merece uma visita. Pelo prédio, pela atmosfera, pela beleza do local reserve um tempo para conhecer a Basílica de Guadalupe.

 

3 respostas
  1. alina
    alina says:

    Realmente muito bom este post! Conteúdo Relevante!
    Gostei bastante do site, vou ver se acompanho toda semana suas postagens.
    Trabalho pela internet a alguns anos com meu blog de decoração e adoro
    tudo referente ao assunto. Sei que o assunto não é decoração mas adoro
    saber novidades em diferentes nichos e áreas. Obrigada

    Responder

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *