Portugal, Lisboa e interior

Portugal é um país de pequenas dimensões, é menor que a metade da área do Estado de São Paulo, mas mesmo assim já foi a maior potência mundial.

Devemos muito a este país, nossa cultura, nossa história, nossas tradições.

É de admirar como em um pedaço de terra tão pequeno pode existir tantas atrações e museus. De carro com pequenas viagens é possível conhecer castelos, palácios e mosteiros deslumbrantes.

No início pensei que, para quem não gostasse de história, este não fosse a primeira opção em uma viagem, mas o povo português é tão receptivo e educado que Portugal sempre será uma ótima opção para suas próximas férias.

A cidade de Lisboa oferece uma enorme relação de locais a serem visitados, lugares belíssimos entre museus, igrejas, lindas praças e o oceanário.

A poucos quilômetros de distância existem as cidades históricas de Sintra, Queluz e Mafra. Tem também as cidades litorâneas de Estoril e Cascais.

Outra qualidade espetacular é a culinária. A lista de pratos e doces típicos portugueses é enorme, começando pelo tradicional bacalhau e continuando por leitoa, frutos do mar e chegando nos maravilhosos doces de ovos. É impossível fazer regime naquela terra.

Para brasileiros, com o atual valor do Euro, não é uma viagem barata, mas quando comparada a outros países da Europa, Portugal é bem mais em conta, tanto na alimentação como nos hotéis.

.

Outros álbuns e publicações sobre Portugal

Lisboa – Morada dos Reis Portugueses
Óbidos –  Castelo e Muralhas
Palácio de Queluz
Palácio de Mafra
Mosteiro de Alcobaça
Santuário de Fátima

.

Voltar ao início…

.

Sobre a viagem

Faz muito tempo que tenho vontade de ir a Portugal, mas uma série de fatores sempre me levaram a adiar este desejo. Marquei para passar o Natal e Ano Novo com minha filha na Inglaterra e finalmente consegui encaixar uma semana de visita a Portugal.

Quando estava pesquisando o que visitar já percebi que 6 dias seriam muito pouco e cortei do meu roteiro o norte do pais. Foi difícil cortar a cidade do Porto, mas ou eu conheceria Portugal ou eu passaria por Portugal, decidi pela primeira opção.

Marquei dois dias e meio para Lisboa e três para conhecer até a cidade de Fátima.

O tempo reservado para Lisboa não deu nem para começar, faltaram diversos museus e miradouros, mas principalmente várias recomendações de ótimos restaurantes. Para dar tempo de ver parte do que gostaríamos tivemos que cortar o almoço, tomávamos um bom café da manhã e depois só o jantar. Durante o dia nos deliciávamos com bolinhos de bacalhau e Pastéis de Belém. Foi ótimo, mas teremos que voltar para conhecer melhor a gastronomia Lisboeta.

A viagem pelo interior foi ótima com estradas excelentes e lugares lindos, mas também não conseguimos ver tudo que tínhamos programado porque cada ponto oferecia muito para se ver e aprender.

Outra coisa que atrapalhou nossa viagem foi a chuva. Uma amiga havia me avisado que janeiro não é uma boa época para visitar Portugal, por ser o período de chuvas, mas como era o tempo que dispúnhamos agendei assim mesmo. Realmente choveu todos os dias, alguns deles o dia inteiro. Viajei de carro o tempo todo com o limpador de para brisa ligado e fizemos várias visitas com chuva do início ao fim. A sorte que praticamente todos os mosteiros e palácios são em sua maior parte cobertos, mas as fotos dos jardins é que ficaram muito prejudicas, além de nossa roupa.

Mesmo com a chuva adorei Portugal e certamente voltarei para conhecer a cidade de Porto, Coimbra e visitar com mais calma Lisboa e Sintra, se possível em uma época do ano com maior estiagem.

Vou lançar nas próximas semanas dicas e casos das cidades que visitei em Portugal.

.

Voltar ao início…

.

0 respostas

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *