As Muralhas e o Castelo de Óbidos – Portugal

A uma distância de 85 Km de Lisboa, a cidade de Óbidos é uma das mais belas de Portugal. Pequena, tem a sua maior parte cercada por uma muralha construída durante sua ocupação pelos mouros entre os séculos VIII e XII.

A cidade foi retomada pelos portugueses no ano de 1148. Em 1282 D. Dinis doou a vila para sua mulher, a Rainha Santa Isabel e passa a pertencer a Casa das Rainhas. Pela cidade passaram a maioria das rainhas de Portugal, trazendo para Óbidos várias igrejas, o aqueduto e outros benefícios.

No interior das muralhas encontramos um castelo e um labirinto de ruas com suas casas brancas.

O castelo está muito bem conservado e hoje foi transformado em uma pousada construída de forma a integrar e preservar o patrimônio histórico.

As ruas da cidade ainda têm o calçamento de pedra por suas ruas estreitas. Dentro das muralhas entram somente os carros de serviços essenciais e de hospedes da pousada, com isso preserva-se as casas e monumentos.

O portal principal da cidade já é uma obra de arte, com boa parte de seu interior revestido de pinturas sobre azulejos. A Igreja de Santa Maria, por fora muito simples, prima por sua beleza interior. Durante a ocupação dos mouros o lugar era uma mesquita.

É possível caminhar pelas muralhas e dar toda a volta na cidade. É preciso um pouco de coragem e não ter medo de altura porque em certos trechos o caminho é completamente aberto para o lado de dentro da cidade. A muralha tem vários pontos de acesso e para quem tiver receio, perto do portal de entrada, é possível alcançá-la com segurança. Inclusive é o melhor ponto para observar o grande comprimento do aqueduto medieval que chega do lado externo da cidade.

No passeio pela rua Direita, a principal da cidade que vai do portal até o castelo, encontramos várias lojas vendendo produtos artesanais da região. Na caminhada é possível provar a bebida típica, o Ginginha, ou como é popularmente chamado de Ginja. Licor feito com base na fruta local, a ginja, tem sabor parecido com o da cereja, e a graça é beber em um copo de chocolate.

A visita a Óbidos é um verdadeiro passeio ao passado.

.

Óbidos – Informações da cidade

.

Voltar ao início…

.

Sobre a viagem

Posso considerar minha viagem para Óbidos uma aventura. Cheguei a cidade por volta das 19h e como era inverno, completamente escuro. Caía uma garoa forte, quase uma chuva. O GPS indicava a passagem pelas muralhas pelo portal principal, mas existia uma enorme placa de sinalização indicando contramão para a entrada. Existe um portão no fundo das muralhas, mas quando cheguei lá havia uma placa indicando que, devido a um festival do fim de semana anterior, o portão estava fechado.

Havia outro portal, mas achei muito estreito para a passagem com o carro. Estacionei e fui a pé, debaixo de chuva, até a pousada que ficava no final de uma subida. De tênis percebi que o chão estava muito escorregadio.

Quando cheguei a recepção fui muito bem recebido pelo funcionário da pousada, chamado Francisco, falou que estava tentando entrar em contato comigo para informar que a única entrada possível era pelo “muito estreito” portal por onde eu havia entrado. Fiquei desconfiado e falei que não passaria.

Francisco se prontificou a me ajudar e me acompanhou pela chuva até o portal.

Tive que manobrar até o carro ficar exatamente perpendicular a entrada e por garantia fechei os espelhos retrovisores.

No meio do portal é necessário fazer uma curva porque a saída é pela direita e não em frente.

Após vencer o obstáculo do portal teria que subir com o carro até a pousada em uma rua muito estreita e como já disse, muito escorregadia pela chuva. Francisco falou para não parar em hipótese alguma pois não seria possível retomar a subida que as rodas patinariam.

Respirei fundo e fui. Ufa! Consegui. Quando cheguei a recepção ganhei um selo do hotel por ser um bom motorista.

Dormir em uma pousada entre paredes com mais de 1000 anos foi muito emocionante. O restaurante é excepcional e a Pousada do Castelo é realmente muito bonita, valeu a pena a aventura da chegada.

Durante a noite, mesmo com chuva, sai para fotografar a cidade porque a iluminação sobre o castelo é valoriza em muito suas muralhas de pedras.

Choveu durante praticamente toda a noite, mas pela manhã o sol saiu e pude tirar boas fotos de Óbidos. A caminhada pela muralha é que ficou mais difícil pelo piso molhado e escorregadio, mas lógico que não perdi a chance.

Com tantos lugares para conhecer em Portugal acabei ficando somente uma noite mais meio dia na cidade de Óbidos, deveria ter programado pelo menos um dia inteiro mais uma noite.

.

Outros álbuns e publicações sobre Portugal

Portugal – Beleza e História
Lisboa – Morada dos Reis Portugueses
Palácio de Queluz
Palácio de Mafra
Mosteiro de Alcobaça
Santuário de Fátima

.

Voltar ao início…

.

0 respostas

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *